Maiores e menores públicos da história do Campeonato Brasileiro

Confira a lista dos cinco jogos com os maiores e com os menores públicos da história do Brasileirão



No país do futebol, a torcida ganha um protagonismo maior do que em outros lugares do globo. Por vezes, há uma discussão acirrada sobre qual clube tem a maior torcida; Flamengo ou Corinthians. Ainda que em tempos de investimentos em gestão, e o futebol sendo um espaço cada vez mais de negócios, dificilmente um clube será gigante sem o apoio incessante de seu fiel "sofredor" no Brasil. Por isso, listamos os cincos maiores e menores públicos da história do Campeonato Brasileiro. Além disso, as partida com mais e com menos torcedores na era dos pontos corridos.

A coincidência da lista é de que os cinco maiores públicos ocorreram no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. Em três, o Flamengo era o mandante, enquanto Botafogo e Fluminense estão na lista com um jogo cada. Os cincos confrontos foram válidos em fases finais da competição, entre os anos 70 e 80, curiosamente uma época em que a Seleção Brasileira passou por uma seca de títulos mundiais.


Os maiores públicos da história do Campeonato Brasileiro!

1º - Flamengo 3x0 Santos (1983) - 155.523 torcedores

No dia 29 de maio de 1983, ocorreu o jogo com o maior público da história do Campeonato Brasileiro. Flamengo e Santos faziam a partida de volta da final do Brasileirão de 83. O rubro-negro carioca venceu por 3 a 0, com gols de Zico, Leandro e Adílio. A goleada fez a alegria da maior parte da arquibancada e da famosa geral do Maracanã, local da partida. Naquele dia, 155.523 torcedores acompanharam a vitória que deu o título brasileiro ao Mengo. No jogo de ida, o Santos havia vencido por 2 a 1, gols de Pita e Chulapa, enquanto Baltazar diminuiu para os cariocas.

O jogo histórico contou com Carlos Alberto Torres, o Capita do tri, como treinador do Flamengo. Seu time foi a campo com: Raul; Leandro, Marinho, Figueiredo e Júnior; Vitor, Adílio e Zico; Élder, Baltazar e Júlio César. Por outro lado, o Santos comandado por Formiga foi escalado assim: Marolla; Toninho Oliveira, Joãozinho, Toninho Carlos e Gilberto Sorriso; Toninho Silva, Paulo Isidoro e Pita; Camargo, Serginho e João Paulo.

Este duelo contra os paulistas marcou também a última partida de Zico pelo Flamengo antes da transferência à Udinese, da Itália. Arnaldo Cézar Coelho foi o árbitro. Atualmente, o Maracanã comporta 78.838 torcedores, pouco mais da metade do maior público da história do Campeonato Brasileiro – que possivelmente jamais será superado.

flamengo-santos-1983-maracana

2º - Flamengo 3x2 Atlético-MG (1980) – 154.335 torcedores

Em 1980, Flamengo e Atlético-MG decidiram em dois jogos o Campeonato Brasileiro da primeira divisão. Depois de perder o primeiro por 1 a 0, o Fla venceu a volta por 3 a 2 e conseguiu o primeiro de cinco títulos brasileiros que viriam. As 154.335 pessoas colocaram esse duelo na história por ser o segundo com maior público na história da competição nacional.

O Urubu contou mais uma vez com o maior jogador de sua história para decidir: Zico. O Galinho fez um gol, enquanto os outros dois foram marcados por Nunes. Reinaldo, o Pantera, anotou os dois tentos do galo mineiro. O Flamengo do técnico Claudio Coutinho tinha em seu plantel titular: Raul; Toninho, Manguito, Marinho e Júnior; Carpegiani, Andrade e Zico; Tita, Nunes e Júlio César. Por sua vez, o Atlético entrou com: João Leite; Orlando, Osmar, Luisinho e Jorge Valença; Chicão, Toninho Cerezo, Palhinha e Pedrinho; Reinaldo e Éder Aleixo. O técnico era Procópio Cardoso.

3º - Fluminense 1x1 Corinthians (1976) – 146.043 torcedores

A Invasão Corintiana! Assim ficou conhecido aquele jogo do dia 05 de dezembro de 1976, válido pela semifinal do Campeonato Brasileiro daquela temporada. Cerca de 70 mil torcedores corintianos se deslocaram de São Paulo para o estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, para acompanhar o confronto. Estima-se que tenha sido a partida de futebol com mais torcedores visitantes em todo o mundo. Ao todo, 146.043 pessoas estiveram no Maracanã no fatídico jogo.

Vale lembrar que a semifinal, então conhecida como "pré-final", era disputada em jogo único. E o Corinthians, visitante, jamais havia sido campeão brasileiro até então – fato que só aconteceu pela primeira vez em 1990.

Em campo, empate no tempo normal por 1 a 1. Gols de Pintinho, para o Flu, enquanto Russo marcou para os paulistas. Na decisão por pênaltis, vitória do Corinthians por 4 a 1 e classificação para a final do Brasileiro. Já na finalíssima, o Coringão acabou sendo derrotado pelo Internacional de Rubens Minelli, por 2 a 0, em Porto Alegre. Rubens Minelli que é, inclusive, um dos técnicos com mais títulos do Campeonato Brasileiro.

Leia Também - Técnicos com mais títulos do Campeonato Brasileiro

invasao-corintiana-2

Foto: Facebook / Corinthians

4º - Flamengo 1x1 Grêmio (1982) – 138.107 torcedores

A década de 80 foi mesmo especial ao Flamengo. Em 1982, os cariocas enfrentaram o Grêmio na final do Campeonato Brasileiro em três partidas. Na primeira, o 4º maior público na competição nacional. Os 138.107 torcedores acompanharam in loco o empate por 1 a 1, no Maracanã, com gols de Zico (Flamengo) e Tonho (Grêmio). O Fla era comandado por Carpegiani, campeão pelo mesmo clube dois anos antes como jogador. Ênio Andrade era o treinador dos gremistas.

Aquela final só foi decidida no terceiro jogo, após empates nos dois primeiros. No derradeiro, triunfo flamenguista por 1 a 0, gol de Nunes. Mas no jogo com mais público, o primeiro, o rubro-negro mandou a campo: Raul; Leandro, Marinho, Figueiredo e Júnior; Andrade, Adílio e Zico; Tita, Nunes e Lico. O tricolor gaúcho foi com: Leão; Paulo Roberto, Vantuir, De León e Paulo César; Batista, Paulo Isidoro e Bonamigo; Tarciso, Baltazar e Tonho Gil.

5º - Botafogo 3x1 Flamengo (1981) – 135.487 torcedores

O 5º maior público ocorreu numa partida de quartas de final do Brasileiro de 81. O Botafogo empatou o primeiro jogo por 0 a 0 e garantiu a classificação às semi depois de um triunfo por 3 a 1 sobre o seu rival, Flamengo. As 135.487 pessoas presenciaram os gols de Mendonça (2x) e Jérson para o Fogão, e de Zico, sempre ele, para o Mengo.

Na sequência do torneio, o Botafogo foi eliminado pelo São Paulo, que por sua vez perdeu na decisão para o Grêmio. Contra o Flamengo, a Estrela Solitária foi a campo com: Paulo Sérgio; Perivaldo, Gaúcho, Zé Eduardo e Gaúcho Lima; Rocha, Ademir Lobo e Mendonça; Ziza, Marcelo e Jérson; técnico: Paulinho de Almeida. O Fla tinha: Raul; Carlos Alberto, Luís Pereira, Marinho e Júnior; Vitor, Andrade e Zico; Tita, Peu e Adílio; técnico: Dino Sani.


Os menores públicos da história do Campeonato Brasileiro!

1º - Juventude 2x1 Portuguesa (1997) – Olímpico – 55 torcedores

2º - Vasco 1x0 Paraná (1994) – São Januário – 71 torcedores

3º - Athletico-PR 1x1 Figueirense (1978) – Couto Pereira – 74 torcedores

4º - Fluminense 0x0 Sport (1993) – Laranjeiras – 129 torcedores

5º - Uberaba-MG 3x2 América-RN (1978) – Uberabão – 134 torcedores


Maior e menor público na era dos pontos corridos!

- Maior

Flamengo 2x0 Atlético-PR (25/11/2007) – Maracanã – 82.004 torcedores

- Menor

Vitória 1x0 Coritiba (30/11/2003) – Barradão – 187 torcedores


Então torcedor, você se lembra ou conhece alguma história desses jogos? Deixe o seu comentário!

Por Matheus Alves

maiores públicos menores públicos Campeonato Brasileiro Brasileirão jogos Flamengo
Voltar