Jogadores que atuam no Brasil e foram convocados para a Copa América

Confira a lista dos atletas que jogam o Campeonato Brasileiro e vão disputar a Copa América 2019



Disputar um torneio oficial pela seleção de seu país é uma das maiores glórias que um atleta pode ter em sua carreira. E muitos jogadores que vestem a camisa de times brasileiros vão ter essa oportunidade na Copa América. Ao todo, são três brasileiros, três paraguaios, três peruanos, um equatoriano, um uruguaio e um colombiano que terão esse privilégio.

Por isso, montamos uma lista dos 12 jogadores do Brasileirão que vão jogar a Copa América 2019, aqui mesmo no Brasil. Dos participantes, as seleções de Argentina, Chile, Venezuela, Bolívia, Catar e Japão não terão representantes do futebol nacional. Vale lembrar que a competição se inicia no dia 14 de junho!

Leia Também - Seleção Brasileira não-convocada por Tite para a Copa América

Confira a lista de jogadores do Brasileirão que vão jogar a Copa América!

Brasil

  • Goleiro Cássio (Corinthians)

Não é segredo para ninguém que o goleiro do Corinthians é nome de agrado do técnico Tite, da Seleção Brasileira. Por isso e pelas boas atuações em solos brasileiros, Cássio conquistou mais uma convocação pelo Brasil. Com 31 anos, o arqueiro foi um dos principais nomes na conquista de dois Campeonatos Brasileiros, além de uma Libertadores e Mundial de Clubes, sob o comando do próprio Tite – todos esses canecos conquistados no Corinthians.

Natural de Veranópolis (RS), Cássio foi revelado pelo Grêmio e passou pelos holandeses PSV e Spartha Rotterdam antes de voltar ao Brasil e se tornar um dos maiores ídolos da história corintiana. Pela Seleção Brasileira, a primeira convocação saiu em 2012, mas a primeira partida – e única, por enquanto - apenas em 2017.

  • Lateral-direito Fágner (Corinthians)

A história de Fágner na Seleção não foge muito da de Cássio. O lateral-direito sempre teve o aval de Tite e o auge na canarinho foi ser titular na Copa do Mundo na Rússia, em 2018, após lesões de Daniel Alves e Danilo. O lateral-direito também participou da glória do atual treinador da Seleção no Corinthians e ganhou tudo por lá. É conhecido pela obediência tática e a marcação firme – muitas vezes confundida com excesso de vontade ou deslealdades nas entradas.

Aos 29 anos, Fágner vive boa fase na carreira. Antes do alvinegro, clube que o revelou, passou por PSV (Holanda), Vitória, Vasco da Gama, além de Wolfsburg (Alemanha).

  • Atacante Everton (Grêmio)

O Cebolinha é outro “plonto pla Copa Amélica”. Brincadeiras a parte, o atacante gremista de 23 anos vive o seu maior momento na carreira de jogador. Após passar na base do Fortaleza, se firmou nas categorias de base do Grêmio e por lá se tornou profissional. No imortal, logo virou figura recorrente nas escalações de Renato Gaúcho e desbancou Luan, eleito melhor jogador da Libertadores 2016.

Com muita técnica, agilidade, velocidade, boa finalização, Everton encantou Tite também. Na Seleção desde a última temporada, já possui quatro jogos com a camisa do seu país. Para a Copa América, não deve ser titular, porém tende a ser o reserva imediato de Neymar, o maior nome da Seleção. Que moral hein, Everton?!

Leia Também - Gringo Futebol Clube: jogadores estrangeiros que jogam no Brasileirão

Colômbia

  • Volante Gustavo Cuellar (Flamengo)

Certamente, um dos maiores nomes do futebol brasileiro na atualidade. Volante, Cuellar está em seu ápice aos 26 anos e é um cão de guarda da equipe flamenguista. Com técnica apurada para desarmar e sair jogando muito bem, o clube carioca teme o perder nesta parada para a Copa América e janela de transferências europeia. A sua multa rescisória está na casa dos R$ 300 milhões. Haja dinheiro para o Mengo.

Em 160 jogos aproximadamente, Gustavo Cuellar marcou apenas dois gols no Urubu. Então não há como esperar gols dele nesta edição da Copa América. Mas garra, muita determinação e técnico, isso sim o torcedor pode aguardar mais uma vez. Antes de chegar às terras brasileiras, o volante colombiano defendeu o Júnior Barranquilla, de seu país. Iniciou a carreira no Deportivo Cali, da Colômbia.

jogadores-que-atuam-no-brasil-e-foram-convocados-para-a-copa-america

Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

Equador

  • Zagueiro Robert Arboleda (São Paulo)

Arboleda é outro que deve deixar o futebol brasileiro em breve. As recentes eliminações do São Paulo na Libertadores e Copa do Brasil obrigam o clube a se desfazer de jogadores com alto custo, como é o caso do zagueiro equatoriano. Resta saber se sai para o futebol europeu, asiático ou sul-americano mesmo. Apesar de possivelmente sair do Brasil em baixa, o equatoriano deve ser titular na Copa América e se destacou no tricolor paulista pela força, velocidade e disposição dentro das quatro linhas.

O defensor Robert Arboleda está com 27 anos e chegou ao São Paulo em 2017. No seu currículo há clubes como Olmedo, Municipal de Cañar, Grecia, LDU Loja, além do Universidad Católica, todos do Equador. O tricolor é o primeiro time na carreira de Arboleda fora do seu país de origem.

Paraguai

  • Goleiro Gatito Fernández (Botafogo)

O goleiro do Botafogo é filho de Gato Fernández, sucesso na própria seleção paraguaia, além de Palmeiras e Internacional no Brasil, durante a década de 90. O arqueiro de 31 anos está seguindo os passos do pai e já virou ídolo em terras tupiniquins, mas pelo Botafogo. É hoje o principal jogador do alvinegro, um dos melhores da posição no país e titular absoluto no gol paraguaio.

Chegou ao Brasil para defender o Vitória e também já teve passagem pelo Figueirense antes de desembarcar no Rio para ser um ícone do Glorioso. Antes de tudo isso, foi revelado em seu país pelo Cerro Porteño.

  • Zagueiro Gustavo Gomez (Palmeiras)

Ao lado de Gatito e Balbuena, ex-Corinthians, Gustavo Gómez é figura importante na defesa do Paraguai. Gomez pertence ao Milan da Itália, mas o Palmeiras deve optar pela compra do jogador, prevista em contrato ao fim do empréstimo. No alviverde, conquistou espaço rapidamente entre os titulares com o técnico Felipão. Na conquista do título brasileiro em 2018, fez dupla a maior parte do tempo com o campeão olímpico Luan Garcia.

Anteriormente a desembarcar em Milão, onde jogava antes de chegar em São Paulo, Gustavo Gómez jogou pelo Libertad, do Paraguai, e pelo Lanús, da Argentina. O zagueiro está com 26 anos e a primeira convocação para a seleção principal foi em 2013, quando estava com somente 20 anos.

  • Atacante Derlis González (Santos)

Titular a maior parte do tempo com Sampaoli no Santos, Derlis é figura importante na Seleção Paraguaia. São 5 gols pelo seu país em 32 aparições, sendo que a finalização não é a principal característica do rápido e técnico jogador. Revelado pelo Ruben Ñu, do Paraguai, González logo chamou a atenção de um dos principais clubes do mundo: o Benfica, de Portugal.

Dos Encarnados foi emprestado ao Club Guarani e ao Olímpia, ambos de seu país. Antes de desembarcar em Santos, passou por outros clubes gringos. O Basel da Suíça e o Dínamo de Kiev, da Ucrânia, fazem parte do currículo de Derlis González. O atacante é um dos 8 estrangeiros no Santos de Jorge Sampaoli.

Peru

  • Lateral-Esquerdo Miguel Trauco (Flamengo)

Eleito o melhor jogador do Campeonato Peruano de 2016 pelo Universitário, Trauco chegou ao Brasil em alta para atuar no Flamengo. No rubro-negro carioca, se tornou titular logo na primeira temporada, mas desde 2018 perdeu espaço para Renê, que cresceu muito de rendimento no Urubu. Apesar disso, o lateral peruano quase sempre entra nos jogos. Embora tenha uma deficiência na marcação, Trauco apoia muito bem e se destaca pelos cruzamentos e assistências.

O defensor de 26 anos já interessou ao Atlético-MG e ao Santos nessa temporada. São 4 gols de Miguel Trauco em quase 80 jogos pelo rubro-negro. Começou a carreira como profissional do Union Comércio, do Peru. É convocado pelo Seleção desde 2014 e foi titular na Copa do Mundo 2018, na Rússia.

  • Meia Christian Cueva (Santos)

Com passagem pelo São Paulo no Brasil, Christian Cueva está emprestado ao Santos pelo Krasnodar, da Rússia. O meia de 27 anos não é titular com Sampaoli, mas ainda assim foi convocado para a Copa América. Cueva foi o camisa 10 do Peru na Copa de 2018. Antes de defender o Santos, passou pelo Brasil entre 2016 e 2018 pelo rival São Paulo.

A lista de times pelos quais o peruano já passou é grande. Cueva foi revelado pelo Universidad San Martín e atuou na Europa em uma rápida ida ao Rayo Vallecano, da Espanha. Anteriormente à passagem irregular pelo tricolor paulista, o meio-campista jogou pelo Alianza Lima, do Peru, e pelo Toluca, do México. São 9 gols em 54 jogos pela Seleção, além de ter atuado também no Sub-20.

  • Atacante Paolo Guerrero (Internacional)

Maior ídolo da história da Seleção Peruana, passagem super marcante pelo Corinthians, sucesso no Flamengo e agora no Internacional. Senhoras e senhores, apresento-lhes Paolo Guerrero. O centroavante de 35 anos voltou de uma suspensão por doping na atual temporada e possui a incrível marca de 8 gols em 12 jogos pelo Inter. Foi dele o gol do título do mundial corintiano, em 2012, contra o Chelsea – vitória por 1 a 0.

Além desse gol antológico pelo Corinthians, Paolo fez um tento que entrou para a história do seu país. O atacante fez o gol que deu a classificação ao Peru para uma Copa do Mundo, em 2018, algo que não ocorria há 36 anos. Fora do Brasil, Guerrero passou por dois gigantes da Alemanha: Bayern de Munique e Hamburgo.

Uruguai

  • Meia Giorgian De Arrascaeta (Flamengo)

Nesse 1º de junho, Arrascaeta completa 25 anos e ganhou de presente mais uma convocação para a seleção uruguaia de futebol. No último mundial, foi titular em dois jogos na campanha que levou a Celeste até as quartas de final. O meia uruguaio é a maior contratação da história do Flamengo, algo em cerca de 15 milhões de euros (R$ 63,7 milhões).

Talvez a torcida do Cruzeiro não vai gostar que a gente diga isso, pela forma como aconteceu a transferência ao Fla, mas Giorgian é ídolo na equipe mineiro por tudo o que fez por lá. Foi protagonista no bicampeonato da Copa do Brasil, nos anos de 2017 e 2018. É quase redundante, mas Arrascaeta defendeu o Defensor, do Uruguai, antes de pisar em terras brasileiras. É destaque da Celeste Olímpica desde a categoria sub-20.


Leia Também - Campeonato Brasileiro vai parar no período da Copa América 2019

Fique ligado na Copa América 2019! A rede Globo transmitirá os jogos do torneio continental que começa no dia 14 de junho.

Por Matheus Alves

Copa América jogadores atuam no Brasil campeonato brasileiro convocados
Voltar