Jogadores brasileiros que se aposentaram precocemente

Confira a lista com os atletas que encerraram suas carreiras antes dos 34 anos



Há algumas semanas o anúncio da aposentadoria do jogar Adilson, do Atlético Mineiro, de apenas 32 anos, comoveu o Brasil. O volante  foi diagnosticado com cardiomiopatia, uma doença cardíaca que o obrigou a parar de jogar futebol. Apesar da pouca idade, o caso do atleta não é o primeiro. Muitos jogadores já se aposentaram cedo, cada qual por um motivo específico. Desde lesões a apenas o desejo de trocar de profissão.

Por isso, listamos 6 jogadores brasileiros que se aposentaram precocemente!

Tostão - 27 anos

Ídolo do Cruzeiro e da Seleção Brasileira, o  jogador é um dos maiores atacantes da história do futebol brasileiro e mundial e um dos mais novos a se aposentar. Com apenas 27 anos de idade, o atleta se viu obrigado a encerrar carreira em decorrência de um deslocamento na retina. O problema começou após Tostão levar uma bolada no olho esquerdo em uma partida contra o Corinthians, isso em 1969. 

No ano seguinte, o jogador ainda conseguiu disputar e vencer a Copa do Mundo de 70. No entanto, a visão foi piorando de maneira intensa e, em 1973, o centroavante se viu obrigado a abandonar os campos. 

E se Tostão fazia uma verdadeira cirurgia com as bola nos pés e não pôde seguir nos gramados, ele então decidiu entrar na faculdade de medicina e se dedicou à carreira de médico. Posteriormente, nos anos 90 se tornou comentarista e atualmente é colunista do Jornal Folha De São Paulo. 

Wendell Lira - 27 anos

Wendell Lira se tornou conhecido mundialmente após ganhar o Prêmio Puskas (o qual premia o jogador com o gol mais bonito do ano) de 2015. Jogando pelo Goianésia, time do interior goiano, o atacante marcou o gol premiado contra o Atlético-GO. No ano seguinte, o atleta já anunciou sua aposentadoria, com apenas 27 anos. Na época, ele atuava pelo Vila Nova. 

Após se aposentar, Wendell começou a focar na carreira de gamer. A partir de então, criou um canal no YouTube e fez disso a sua profissão.

Caio Ribeiro - 30 anos

Atualmente, Caio Ribeiro é conhecido por comentar partidas de futebol na rede globo de televisão. No entanto, o que poucos sabem é que ele se aposentou dos gramados com apenas 30 anos e não foi por ter se machucado ou algo do gênero.

O atleta que teve passagens pelos maiores clubes do futebol brasileiro, como São Paulo, Santos, Flamengo, Fluminense, Grêmio e Botafogo, resolveu pendurar as chuteiras para pode ser dedicar aos negócios da família. Em 2007, o ex-jogador fez um curso de Gestão no Esporte, e se tornou comentarista na Rádio Globo e no Sportv. Caio Ribeiro se destacou nos comentários e começou a comentar os jogos na TV aberta. 

Roger - 33 anos

Roger Flores se aposentou aos 33 anos de idade e surpreendeu muita gente, inclusive seu empresário na época. O último clube em que atuou foi o Cruzeiro (2010-2012)  e depois de rescindir o contrato com a equipe mineira, o atleta anunciou sua aposentadoria. O meia jogou em equipes como Corinthians, Flamengo e Grêmio. 

Assim como Caio Ribeiro, Roger pendurou as chuteiras e assumiu os microfones. O ex-jogador se tornou comentarista da Rede Globo e do Sportv, e em 2017, começou a apresentar o programa Troca de Passes. Tornando-se assim o primeiro ex-jogador a apresentar um programa no canais Globo. 

Denilson - 33 anos

Agora irreverente em frente às câmeras de TV, o ex-meia Denilson também sabia brincar com a bola. Ele chegou a ser o jogador mais caro da história, mas teve que se aposentar precocemente em decorrência de problemas no joelho. Dentre os clubes que passou pode-se destacar o Flamengo, o São Paulo e o Palmeiras. Uma curiosidade é que a última equipe brasileira em que atuou foi o Itumbiara, em 2009,  time do interior de Goiás. 

A carreira de Denilson foi encerrada no Kavala, equipe grega. Após se aposentar, seguindo a onda de ex-atletas que entram para o mundo da televisão, começou a comentar partidas na Band e depois foi para o Jogo Aberto, programa o qual está até os dias atuais.

denilson

Adriano Imperador - 34 anos

Apesar de não jogar desde 2016, quando atuou pelo Miami United FC, dos Estados Unidos, Adriano Imperador não se declara como aposentado. A carreira de “Didico” é recheada de polêmicas e muitas instabilidades. Com o histórico de peso por ter passado por clubes como o Roma (ITA), São Paulo e Flamengo, a vida fora do gramados influenciou o declínio dentro do campo.

O jogador também sofreu com problemas de sobrepeso e a carreira na seleção brasileira foi curta. Apesar de ser o heroi do título na Copa América de 2004, Adriano disputou somente uma Copa do Mundo, em 2006, quando criou um quarteto histórico com Kaká, Ronaldinho e Ronaldo.


Você lembra de mais algum jogador brasileiro que se aposentou precocemente? Conta aí pra gente!

Em 07/25/2019 por Daniela Versiane

jogadores aposentaram precocemente cedo
Voltar