CONMEBOL anuncia estádio brasileiro para a final da Libertadores de 2020

7 estádios ao redor da América do Sul estavam disputando a escolha



Antes de mais nada, é importante lembrar que esse ano será a primeira vez que a Libertadores terá final única. A entidade sul-americana assim decidiu com a estratégia de potencializar o desenvolvimento esportivo do futebol na América do Sul. Para a temporada 2019, a CONMEBOL escolheu o Estádio Nacional, localizado em Santiago do Chile para sediar a final que será Brasil e Argentina (Flamengo ou Grêmio x River Plate ou Boca Juniors).

Entretanto, no próximo ano, a final da Libertadores volta para o País do Futebol. O Estádio Jornalista Mário Filho estava na disputa com outros 7 estádios ao redor do continente americano. A listinha de escolha para a CONMEBOL tinha 5 locais nacionais, como Arena Corinthians, Mineirão, Morumbi, Arena do Grêmio e Beira-Rio. O Estádio Nacional, no Peru, e o Mário Kempes, na Argentina, também eram opções.

Na manhã desta quinta-feira, a entidade sul-americana anunciou o Maracanã como sede da final da próxima edição. E que fique apenas entre a gente, não tinha lugar melhor para acontecer. Ao todo, já aconteceram 16 finais do torneio em território nacional, mas apenas uma única vez no Maracanã, e a taça nem ficou no Brasil. A decisão em questão ocorreu em 2008, com 86.027 torcedores presentes, o Fluminense viu a LDU vencer nos pênaltis e ficar com o título do torneio. Mas a história do Maraca não se resume a Libertadores.

+ Leia Também: Qual é a premiação da Libertadores da América 2019?

História do Maracanã

maracana

O templo do futebol brasileiro começou a sua história após o Brasil ser candidato único para sediar a 4ª Copa do Mundo.  Após a escolha, iniciou-se uma discussão sobre onde seria o novo estádio fluminense. Afim de se encerrar a disputa entre Jacarepaguá ou Tijuca para a grandiosa construção, o jornalista Mário Filho, que foi homenageado e o Maracanã recebeu seu nome, encomendou uma pesquisa popular para decidir o local e a maioria preferiu a Tijuca, local onde até hoje o estádio se encontra.

Em 2 de Agosto de 1948 começou a construção do maior estádio de futebol do mundo. A obra levou dois anos para ser utilizada, mas só foi ser concluída 15 anos depois, e custou o equivalente a 235,5 milhões de reais, um pouco diferente dos orçamentos de hoje, não?

A seleção brasileira chegou na final da Copa do Mundo de 1950, e com 199.854 torcedores presentes, o maior público futebolístico de todos os tempos, o Maracanã ouviu o seu maior silêncio. O Brasil perdeu para o Uruguai por 2 a 1 e deixou a torcida verde e amarela, na época branca e azul, desolada.

+ Você sabe quais são os 5 maiores estádios do Brasil?

Mas isso não resume a história do estádio. O Maracanã tem seu sabor especial e sua energia única. O primeiro ouro olímpico no futebol aconteceu nesse estádio, os maiores jogadores brasileiros e internacionais já tiveram o privilégio de atuar nele. Técnicos sonham em comandar seu time no Maracanã, até mesmo aqueles que colecionam títulos na sua carreira.

“Eu vou me tornar técnico verdadeiramente da seleção. Sempre tem uma brincadeira entre nós e agora vou poder falar que sou técnico. Quando você fala que é jogador, pergunta: jogou onde? E depois você pergunta: jogou no Maracanã? Não? Então não é jogador! Comigo, é a mesma coisa. Treinou onde? Treinou no Maracanã? Não? Então não é técnico! E agora eu vou treinar no Maracanã pela primeira vez na minha carreira", afirmou Tite, atual técnico da Seleção Brasileira.

Em 17/10/2019 por Daniel Mynssen

estádio final da libertadores 2020 história do maracanã conmebol anunciou
Voltar